15 de julho de 2013

Decorando as memórias

Balões decorados no estilo faça-você-mesmo.
Imagem sem referência.


Tenho ótimas memórias dos meus aniversários, quando era criança. Hoje eu percebo como minhas festinhas - todas feitas em casa - foram uma grande demonstração de amor e atenção por parte da minha família. 

Lembro-me de que, logo cedo, começavam os preparativos. Minha mãe reorganizava a geladeira para caber docinhos e o bolo, que chegaria a tarde. Meu irmão se encaregava de conseguir uma bomba de encher pneu de bicicleta para encher os balões. Os móveis eram arrastados e trocados de lugar para abrir espaço - era dia de festa! Minha mãe preparava os brigadeiros, eu ajudava a enrolar e arrumar a mesa, meu pai comprava os refrigerantes, e no final do dia - já quase na hora da festa! - ia buscar o bolo que minha mãe tinha encomendado no supermercado. Cada detalhe daquelas festinhas eu guardo na memória, e tenho certeza de que alimentam de forma positiva boa parte do meu amor próprio. 

Por isso gosto de festas infantis feitas em casa, bem a moda antiga, com bolo decorado com confetti, cachorro quente e pipoca feitos em casa, fanta laranja no copinho decorado e pratinho de papel para o bolo. Bala de côco embrulhada no papel com franja (quem lembra dessa?). E os balões! Sempre! E muitos, de preferência. 

Para vocês que pretendem fazer uma festinha dessas para os pequenos, aqui vai uma idéia que eu adorei e compartilho com vocês. Balões decorados.

Imagem sem referência

Balões decorados com mini-pompons. Mas você pode decorá-los com flores, bolinhas, balas, estrelinhas ou qualquer outro elementos que sua imaginação mandar. 


2 comentários:

  1. Adorei a ideia!
    Eu quase nunca tive festinha.. os meus pais trabalhavam imenso e não havia muito tempo (nem dinheiro). Hoje preparo a festa do meu primeiro filho com todo promenor!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.