17 de abril de 2013

Diário de uma reforma




Queridos Leitores,

Aqui estou eu, de volta ao meu Lar dulci Lar, depois de um completo sumiço. Como muitos de vocês estão acompanhando na fanpage do blog, estou reformando uma parte do apartamento (morando dentro dele). Vocês podem imaginar que essa façanha está exigindo um bocado de adaptação da minha parte e do marido, mas até que estamos nos saindo bem!

Quero compartilhar com vocês algumas das minhas experiências proporcionadas por essa reforma. Eu nunca havia morado em apartamento próprio na minha vida.  Esta é a primeira vez e, portanto, eu nunca tinha encarado uma reforma. Preciso dizer a vocês, que sonham com um apê novo como nas  fotos dos blogs, que a realidade da reforma é bem diferente do que imaginamos. Mas não é para vocês desanimarem, pelo contrário, a realidade costuma ser mais emocionante e divertida do que nossas vãs ilusões. 

Se você está pensando em reformar, sugiro que faça um exercício mental e criativo antes de começar a fazer planos ou contratar pedreiros. Olhar o cômodo a sua volta e tomar conhecimento de todos os materiais que aí existem será muito útil. Eu disse TODOS. Você vai descobrir que tem muitos elementos envolvidos em um ambiente que, na maior parte das vezes, sequer notamos. Mas quando a reforma começar, você vai ter que pensar em todos esses pormenores e decidir a compra deles. Tipo de piso, revestimento, fechaduras das portas, dobradiças, rodapés, acabamento para o ponto de luz, tomadas, fiação, tudo, tudo, tudo. São itens muito sem graça de uma reforma, comparados com elementos mais vistosos como papel de parede, móveis e lustres. Mas esses detalhes são importantíssimos para um acabamento de qualidade. Não dá pra escapar deles. 

Não pense que é fácil chegar em uma super loja como Leroy Merlin, C&C, Dicico e comprar esses itens, pois existe uma diversidade enorme de marcas, tipos, modelos e com uma variação de preço enorme. Nem sempre o mais caro é o melhor. Não caia nessa. Pesquise bem os itens que vai precisar comprar, faça uma lista e vá passear em lojas de materiais de construção. Converse bastante com pessoas que já fizeram reforma, com entendidos no assunto, pesquise em revistas de decoração e construção. Do contrário você vai ficar louca! Ou doido. 

Não é porque eu tenho blog de decoração que eu super entendo do assunto. Pelo contrário, descobri que sabia muito pouco ou quase nada! Eu tinha uma idéia do resultado final que eu queria, mas escolher os materiais adequados se revelou uma tarefa mais difícil do que eu imaginava. Minha sorte é que meu marido tem o maior bom gosto e foco, e juntos conseguimos definir com clareza o que queríamos e precisávamos. E, agora que trocamos a equipe que está reformando, eles nos orientam em vários detalhes. 

Fotos de inspiração ajudam muito, e manter o foco é essencial. Tenha muita objetividade na hora de fazer as compras, porque é muito fácil desviar do seu objetivo e acabar mudando todo o projeto de última hora, por pura empolgação diante de tantas opções. Por isso, eu sugiro passear bastante nas lojas antes de comprar. Daí você não se deslumbra mais com as milhares opções de porcelanato disponíveis, e vai direto ao que você precisa para cumprir seu projeto. 

Não vou dizer que não houve alteração da idéia original na minha área de serviço. Por exemplo, a idéia original era um piso liso, acabamos nos apaixonando por um porcelanato que reproduz azulejo hidráulico. Mas essa foi a única alteração até o momento (e espero, a única!). 

Bem, aos poucos vou atualizando vocês de como andam as coisas por aqui. Eu já falei sobre a importância de contratar profissionais competentes, quando falei do quanto me arrependi de ter contratado inicialmente um amador (leia AQUI). Agora, vocês já sabem que não basta saber a cor das paredes e a estampa do papel de parede dos sonhos, há muitos detalhes a respeito de materiais e itens da reforma que vocês precisam perceber e conhecer melhor, antes de começar as compras e o quebra-quebra.

Fiquem de olho na nossa página do Facebook e aqui no blog, em breve novidades sobre a reforma!


Um comentário:

  1. Menina, sei bem o q é isso, mas com a vantagem de não precisar morar dentro da casa durante a reforma. A loucura de pesquisar materiais e daí a gente mudava de ideia, inventávamos coisas novas, enfim, além de quase pirar, tb quase enlouqueci o pedreiro... hahaha! Mas a gente sobrevive! Vai com fé e deixe-nos a par das mudanças!

    Beijinhos e ótimo findi!

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.