2 de março de 2013

Reforma

Quem acompanha o Lar dulci Lar no Facebook, sabe que comecei uma pequena reforma aqui em casa. Eu moro em um apartamento antigo, e já estava mais do que na hora de dar um trato. Começamos por um dos quartos, que antes era utilizado pelo meu marido como escritório. Esse quarto vai deixar de ser escritório e passar a ser quarto de verdade - para visitas, família e futuramente para os filhos. 

O primeiro passo foi destralhar o quarto. Foi um Deus nos acuda. Eu sinceramente achava que não íamos conseguir, tamanha era a quantidade de livros, equipamentos de música e informática do bonitão.   Mas ele se empenhou bastante e, após duas semanas, conseguimos esvaziar o quarto completamente. Foi muito engraçado, pois eu vi cantos e paredes de um cômodo do nosso apartamento que eu nunca tinha visto até então! 

A reforma começou pela recuperação de um armário antigo, embutido e feito em madeira. Pensei em arrancá-lo e fazer um novo, sob medida. Mas confesso que não tive coragem de trocar toda aquela madeira boa, de verdade, pelo MDF. Optei por lixar e recuperar a madeira, pintar a parte externa de branco e forrá-lo parcialmente com papel de parede por dentro. Esse projetinho eu mostro para vocês aqui no blog quando estiver pronto. 

O teto do quarto é em gesso com acabamento bem clássico, e eu gosto bastante disso. Pintei de branco neve, para combinar com armários e porta. O piso - que decidimos não trocar agora, devido ao trabalho e custo alto, é de madeira laminada clara. E as paredes? Pois foi aí que deu mais trabalho. Escolher a cor das paredes. Primeiro porque existem muitos tipos de tintas, com especificações diferentes, acabamentos diferentes, e uma cartela de cor muito extensa, até cansativa e que acaba por confundir a gente. E olha que eu sou Estilista, acostumada a trabalhar com cartelas Pantones diariamente, achei  esse excesso de opções um pouco de exagero. 

Nós queríamos uma cor neutra, clara, aconchegante e derivada de uma cor quente. Nada de cinza, nem gelo. Quanto aos beges, não queríamos nada que puxasse para o amarelo, como palha por exemplo. Finalmente escolhemos a cor Cordilheira, da Coral Decora, derivada da família dos Marrons. 



Na foto abaixo, realizei uma simulação no site da Coral, para que vocês pudessem ter uma idéia de como ficará a parede na cor Cordilheira em contraste com o teto branco. Eu achei que a imagem da simulação ficou muito amarelada, talvez devido a cor do edredon e também a tela do computador. Eu sinceramente espero que no meu quarto a composição fique mais neutra do que amarelada. 

Simulação de aplicação de cores no site da CORAL.


A idéia de uma cor  neutra e simples é a de que possamos ter um ambiente flexível, no que se refere aos móveis e objetos decorativos. Não quis ousar muito na cor porque acho que ficaria presa demais nos outros elementos decorativos. Quanto tudo estiver pronto eu publico fotos para vocês.

IMPORTANTE: Na hora de escolher o tipo, cores e quantidades das tintas e materiais foi fundamental o atendimento especializado em uma loja de tintas aqui em São José dos Campos. Fui em várias lojas em que o tratamento era muito desinteressado, e quando encontrei um vendedor que me deu atenção e assistência adequada, não pensei duas vezes, comprei o material com segurança. 



Um comentário:

  1. A gente até pode pagar mais caro, mas ter um atendimento decente quando precisamos de ajuda, dependendo da nossa necessidade, é raro! Estou curiosa pra ver o resultado!!

    Beijinhos,

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.