3 de agosto de 2012

A vida que nós criamos



O manifesto que deu a volta ao mundo, foi lançado esse mês na versão fundo preto.

Uma das imagens que mais rodou a internet nos últimos tempos (aproximadamente 600 milhões de visualizações). Mais que um poster, trata-se de um manifesto, criado em 2009 pelos irmãos Mark e Dave, e o amigo Fabian. Assim nasceu a marca Holstee, que vende camisetas e carteiras feitas de material reciclado, além de posters e cartões. Após pedirem demissão de seus empregos, os três se reuniram e colocaram no papel todas as idéias que resumiam o que eles queriam da vida, de um negócio próprio, criativo e independente. Assim nasceu não um plano de negócios, mas um manifesto que orientaria a nova vida, a nova carreira, a nova empresa e acabaria por decorar o lar de milhares de pessoas. 

A chegada desse poster aqui em casa foi uma novela. Eu me apaixonei por ele primeiramente devido ao conteúdo e o design. Um dia, passendo pelo blog deles (veja aqui), assisti a um vídeo que mostrava entrevistas e belas imagens das empresas parceiras, que forneciam o papel e faziam a impressão do poster. É uma bela história de duas empresas pequenas que estão tentando sobreviver em meio ao capitalismo selvagem. A entrevista chama-se Posters Made With Love (clique no título da entrevista para ser redirecionado). Naquele momento decidi a compra. Não se tratava mais de apenas um poster bonitinho, era um trabalho conjunto envolvendo várias pessoas engajadas e apaixonadas por aquilo que fazem da vida.

Então comprei e daí começou a espera. O poster não chegava, não chegava, não chegava nunca. Troquei vários e-mails com a equipe deles. As mensagens eram sempre super atenciosas e demonstravam preocupação. Me enviaram o poster duas vezes, e nada. Desisti. Dei a grana como perdida. A culpa não era deles mas, provavelmente, do sistema de correios americano e brasileiro. Fiquei sem o poster. Um bom tempo depois (meses) recebi um email deles dizendo que tinham recebido uma devolução de um poster no meu nome, e eles queriam saber se eu tinha recebido um e devolvido o outro, ou se não tinha recebido nenhum. Respondi triste da vida que não, que nada. Eles enviaram o poster pela terceira vez!!! E ele chegou. Chegou em um dia especial, no dia certo e no momento certo. Chegou para cumprir seu propósito: Lembrar a mim e ao marido (foi presente para ele) de algumas "verdades" simples da vida, em um momento conturbado e de abertura de novos horizontes.  


Imagem Andre Eleutheriadis

Hoje fui na Tok&Stok e comprei a moldura básica, preta e do maior tamanho que eles tinham. Marido já emoldurou, produziu e fotografou. Postou no Facebook e tudo. Está aí o nosso lindo, para nos lembrar diariamente que a vida que a gente tem é a vida que a gente cria. 


2 comentários:

  1. "... a vida que a gente tem é a vida que a gente cria."

    Isso resume tudo. Mas não é o fim de tudo. =)

    ResponderExcluir
  2. Me emocionei muito mais com o seu post do que com o manifesto! Lindas palavras Dulci!

    Que venha um novo começo!

    bjos

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.