28 de maio de 2012

Abrindo espaço



Dia de bota-fora no armário. Saiu de tudo: casacos, bolsas, sapatos, calças, blusas... até um edredon e um travesseiro foi embora. Uma parte para doação, e outra para um brechó. Finalmente tomei coragem e me livrei de várias coisas que vinham entulhando meu armário e minha vida. 

Adoro a sensação de esvaziar o armário, de ver novamente espaços limpos e vazios nas prateleiras, gavetas com espaço para a energia circular e as roupas, enfim, voltarem a respirar. Excesso, tumulto e acúmulo me incomodam, me dão aflição. 


Imagem via Kika Reichert

Se você, assim como eu, tem certo sentimentalismo em relação a algumas peças que não usa mais, mas que não consegue se livrar delas de jeito nenhum, aí vai uma dica: Reserve um espaço no armário (de preferência longe dos olhos, na parte superior), e organize essas peças em uma caixa ou mala. Se possível, dê preferência a uma caixa com abertura que possibilite a ventilação e assim evitar o mofo. E limite-se a essa caixa ou mala. Assim fica mais fácil ser seletiva, e guardar somente o que tem real valor sentimental. Experimente abrir essa caixa daqui há seis meses ou um ano. A vida muda, e nossas prioridades e sentimentalismo também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.