19 de março de 2012

Paris é pura elegância



 172, Blv.Saint Germain
Imagem Dulci Dantas

Vou definir 'Elegância' como uma soma equilibrada de beleza, charme, inteligência, conteúdo e maturidade (ou história). Pois todos esses ingredientes encontram-se no 6o arrondissement de Paris, mais exatamente no número 172 do Boulevard Saint German, esquina com a Rua Saint Benoît, onde atualmente está o famoso Café de Flore. 


Para sentar e ver a vida passar cheia de elegância.
Imagem Dulci Dantas

O Café de Flore é um dos pontos turísticos consagrados na Rive Gauche, termo que designa os distritos localizados a margem esquerda do rio La Seine (em português rio Sena), que corta Paris. Mais do que simplesmente uma localização geográfica, a Rive Gauche  ficou famosa por um estilo de vida definido como bourgeois-bohème (da sigla bo.bo: burguês-boêmio) que se desenhou na primeira metade do século XX, com forte presença de artistas e intelectuais.


Encontro no Café de Flore.  Sobre " os caminhos da liberdade".  Jean Paul Sartre.
Imagem Dulci Dantas


Inaugurado no ano de 1887, o Café de Flore foi cenário do encontro de diversos expoentes das Artes e Letras, criadores de alguns dos mais importantes movimentos artísticos e do pensamento filosófico do século XX. Frequentado pelos criadores do movimento Dadaísta e, posteriormente, do Surrealismo, os sofás vermelhos do Café de Flore receberam clientes como Guillaume Apolinaire, Andre Breton, Albert Camus, Pablo Picasso, Ernest Hemingway, Jean Paul Sartre e Simone de Beavoir. 


Detalhe da placa que existe do lado de fora do Café de Flore, contando a história do lugar 
como parte da história da cidade de Paris.
Imagem Dulci Dantas

Durante o período de ocupação alemã em Paris, de 1940 a 1944, o Café de Flore foi foco da Resistência, e  local de trabalho de diversos intelectuais, o que deu ao Café o sub-título de Café dos Existencialistas, devido ao enorme sucesso e propagação da filosofia existencialista de Sartre.












Para aqueles que planejam uma viagem a Paris, não deixem de visitar esse lugar que, além de paredes ricas de história, possui um dos melhores chocolates quentes da cidade. Acomode-se confortavelmente em uma das tradicionais cadeiras de palhinha vermelha, do lado de fora do Café. Debruce-se sobre as famosas mesas verdes  (veja aqui) e observe a vida francesa passar com seu charme. Ou, escolha um sofá vermelho na parte interna e fique de queixo caído com a decoração belíssima.

No cardápio você vai encontrar verdadeiras delícias, todas a um preço acessível, vale dizer. Entre as sugestões clássicas da gastronomia francesa estão: O delicioso Croque Monsieur, um tipo de sanduíche aberto com jambón (presunto) e queijo gruyere. Peça para adicionar um ovo e voilá, você tem o Croque Madame. Se estiver muito frio, vá de soupe a l'ognion, tradicional sopa de cebola, com pão e queijo gratinado. Para acompanhar essas delícias, nada melhor do que um bom vinho rouge (tinto). De sobremesa, o imbatível crème brûllée ou o chocolate especial do Café de Flore. Super cremoso e nada enjoativo, vem em uma jarrinha que serve duas xícaras.


Imagem Dulci Dantas

E, se após a degustação das delícias francesas você ainda ficar com vontade de levar um pedacinho do Café de Flore para casa, não sofra, nem passe vontade. Vire na esquina da Rua Benoît, e no número 26, você vai encontrar La Boutique du Café de Flore



Na boutique do Café, que é pequena mas muito charmosa, você vai encontrar tudo que viu no Café, enquanto tomava seu chocolate quente. Toda a louça branca, com a assinatura em verde, está a venda. Desde a xícara de cafézinho até a grande. Os cinzeiros, mini-mantegueiras (uma graça!), o avental, panos de prato, bules... e muitos outros tipos de lembranças de uma viagem que é sempre inesquecível. 

Tigelas assinadas para fazer em casa a tradicional receita francesa de soupe a l'oignon - sopa de cebola com pão e queijo gratinado - e servir com muito charme.
Imagem Dulci Dantas


Boutique do Café de Flore, no número 26 da Rua Saint Benoît, Paris.
Imagem Dulci Dantas


Como eu havia dito, a loja é pequena mas muito charmosa e com estilo único. Móveis em madeira, flores na decoração e um piso que é um sonho. Fiz questão de fotografar no detalhe para que vocês pudessem ver o desenho em toda a sua riqueza.


Detalhe do piso da loja do Café de Flore, que mais se assemelha a um bordado em ouro.
Imagem Dulci Dantas


Ai, ai... Nem cheguei de viagem, já estou com saudades! Recordar é viver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.