18 de janeiro de 2012

Pensar diferente é isto

Anthropologie, Nova York. Imagens Dulci Dantas

A um primeiro olhar me pareceu esquisito. Mas daí a dois minutos eu já estava gostando e achando bem divertido. Mais uma das criações da equipe de Visual Merchandising da minha loja favorita Anthropologie. Uma estante feita de engradados e caixas, fixadas na parede. A inversão do ponto de vista, para mim, é o trunfo da composição. Afinal, caixotes e engradados foram feitos para ficar no chão e serem vistos de cima para baixo, nunca nas paredes e acima de nossas cabeças. Gosto muito do que me causa estranhamento e me obriga a olhar as coisas diferentemente. 



Alguns dos engradados ganharam prateleiras de madeira de demolição, ajudando assim a melhor dispor copos e pratos.



Na biblioteca e o no escritório. Muda ambiente mas o engradado não perde a função. Organiza livros, objetos e fichários. Quanta criatividade!


Mesmo se tratando de um ambiente artificialmente projetado, isto é, para exposição dos objetos e móveis somente, e não para o uso diário, a vontade que dá é levar para casa. Principalmente a cor desta parede. Destaque para a mini estante feita de mãos francesas de ferro com prateleiras de madeira (no canto superior esquerdo da foto acima).


Essa foto possui várias informações lindas, vamos a cada uma delas: 
1) Olha o engradado aí novamente, no detalhe. Fácil de fixar na parede, basta ter ganchos que suportem o peso do engradado. 
2) Observem os fichários feitos de mini gavetas avulsas. Você pode colocar um puxador bonito e aplicar uma plaquinha e enfeitar sua gaveta, agora transformada em fichário ou porta papel. 
3) Notem o suporte para a planta, feito com mãos francesas de ferro. Um luxo só!  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.