26 de setembro de 2011

Malas pra que te quero - Véspera de Viagem

Foto Dulci Dantas via Instagram


Gente! Embarco na quarta-feira! Vou ficar quinze dias fora do Brasil a trabalho. Missão: Pesquisar as coleções masculinas de Inverno. Alguém aí faz idéia da correria e do monte de coisas para providenciar? Enquanto eu corro do lado de cá, eu deixo aqui algumas dicas de como agilizar a organização da bagagem, palavra de viajante profissional.

- Uma semana antes de viajar separo a mala de mão, e a deixo em um cantinho do meu quarto. Toda vez que me deparo com algo, ou lembro de alguma coisa que preciso levar na viagem, eu já coloco dentro dela.  Exemplo: Passaporte, guias de viagem, sacola de compras, máquina fotográfica com todos os cabos, carregadores e adaptadores. Na véspera da viagem já está quase tudo reunido em um lugar só, assim não perco tempo nem cabeça lembrando e procurando tudo que preciso levar, principalmente as miudezas;

- Uma semana antes de viajar eu agendo a manicure e pedicure;

- Uma semana antes de viajar eu separo as roupas que preciso mandar para a lavanderia, tais como casacos de inverno, suéter de lã, alguma calça em especial;

- Na semana da viagem eu separo as prováveis peças de roupa que vou levar e coloco tudo para lavar, para não ter surpresas desagradáveis, como descobrir que minha blusa ou calça favoritas estão sujas e que não tenho mais tempo hábil para lavar, secar e passar;

- Na semana da viagem eu faço uma lista de remédios, e vejo se tenho tudo em casa ou se preciso ir a farmácia (ficar doente no Exterior é horrível! Sempre tenho a mão remédinhos básicos para emergências);

- Faço um checklist para todas as providências burocráticas, por exemplo: Renovar a assinatura do Skype ou comprar créditos (para não me endividar ligando para casa e para os pais), avisar ao cartão de crédito que estou viajando para não ter o cartão bloqueado durante a viagem (já aconteceu), ligar para operadora do celular a ativar o roaming internacional (já fiquei sem celular na viagem), deixar o pagamento das contas organizado com o marido ou agendando com o banco (pagar multa por atraso ninguém merece); imprimir documentos importantes como vouchers dos hotéis e e-ticket dos vôos (para não pagar mico nem ficar detida na entrada de um país estrangeiro).

- Necessaires que não faltam na minha bagagem: 

1) Necessaire de banho. Coloco todos os  líquidos (shampoo, creme hidratante, sabonete líquido)  dentro de um saquinho tipo ziploc, e depois dentro da necéssaire, para  o caso de algo estourar devido a pressurização do avião (já aconteceu e é horrível abrir a mala e descobrir que está tudo melado de shampoo ou creme); 
2) Necessaire de remédios ou a famosa farmacinha;
3) Maquiagem; 
4) Necessaire de avião, contendo miniaturas que não ficam detidas no raio-X, com tudo que preciso durante o vôo (pente, escova de dente, pasta, fio dental, remédio para dor de cabeça, itens bem básicos); 
5) Necessaire de gadgets com toda a parafernália tecnológica;
6) Uma pasta para documentos e papelada (guias, cartões de visita, notas fiscais). 
7) Um porta-passaporte com documentos, vouchers, cartões de companhias aéreas, do qual eu não desgrudo nem um minuto durante a viagem.


Nunca mais na vida viajo sem bagagem de mão. Já cheguei ao destino sem as malas, que foram para outro país. Desespero total. Principalmente em vôos com conexão. Se a parada for em algum aeroporto internacional como o de Londres, Frankfurt ou Paris (aeroportos gigantescos e muito movimentados) e o tempo de duração da conexão for menor que quatro horas, daí eu não arrisco mesmo! 

Por isso, na minha bagagem de mão - de preferência uma mala pequena, de rodinhas, pra eu não ter que ficar carregando - sempre levo o material de trabalho para não correr o risco de ficar sem ele (no meu caso, documentos, roteiros e equipamento fotográfico, a tal parafernália), um casaquinho tipo cardigan (os famosos Zara) ou até mesmo uma muda de roupa (just in case!). Se, no destino, estiver Inverno impiedoso, daí levo um casaco apropriado para não me resfriar logo na chegada. 

Na bolsa, que não desgruda do corpo um minuto sequer, eu levo o porta-passaporte com documentos importantes, a necessaire de avião (pois quando vou ao banheiro a bolsa vai junto, já tivemos uma câmera roubada durante o vôo!), a pashmina (peça indispensável para toda mulher viajante), um par de meias, um tapa-olho (pra dormir no escurinho), um livro (no caso de insônia) e o IPhone (não viajo com laptop, o Iphone resolve minha vida, Amém!).

Gente, essas são algumas dicas básicas, mas que têm me ajudado muito ao longo de todos esses anos que tenho viajado (no Brasil e para fora dele). Se você gosta do assunto, não deixe de assistir o filme Up in the Air (Amor sem Escalas). Além da trilha sonora ser linda, os atores serem ótimos, você vai encontrar excelentes dicas de como arrumar suas malas para a próxima viagem. 

Um comentário:

  1. O máximo que eu viajo é pro Rio de Janeiro pra visitar a família do "love", rsrs...

    Ei, obrigadíssima pela dica com a máquina mulher... Quero muito comprar aquela singer, só não sei se minha grana dará!! É quase o dobro do preço da outra, rsrs...

    Ah, eu sabia o que é osciloscópio porque eu trabalho num laboratório de mecatrônica... e sou técnica em eletrônica, trabalho com manutenção desde os 17 anos... =D, tah mas essa é minha outra vida! kkkkk Eu tenho duas...

    Um dia lindo pra vc!

    Bjus
    @OMundoDeCaliope

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.