19 de março de 2011

Decorando o mundo


Não eram vacas coloridas nem instalações de arte contemporânea, como escreve a Martha Medeiros (salve!) em seu "Doidas e Santas" (faça um favor a você mesmo e leia!). Mas ainda assim fui sequestrada de minha rotina de trabalho e chacoalhada de minha mesmice diante desses quatro sujeitos simpáticos acenando para mim. Os caras (sim, eles mesmos) são incríveis, e a foto é linda! Que delícia tomar um susto desses!
Que bom seria se o mundo fosse decorado com mais poesia, música e beleza, não é mesmo? Interesses comerciais a parte (sim, são outdoors de venda - inevitáveis e perpétuos no nosso mundo capitalista), a propaganda da Apple em Nova York me enchia os olhos todas as vezes que virava uma esquina pois não agredia nem poluia, ao contrário, inspirava.
E a poesia na vitrine do Soho que me fez parar, ler e me apaixonar?
A gente precisa abrir mais espaço no nosso cotidiano para espantos criativos e rompantes apaixonados. Empresas, lojas, comércio em geral e quem mais for! Vamos começar a decorar o mundo com as coisas belas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.