31 de outubro de 2010

Começou assim: Eu estava me sentindo completamente sem propósito e diluída. Querendo mil coisas e incapaz de realizá-las. Daí, um dia, num ato de desespero eu escolhi dar um passo em uma determinada direção. Tipo..."Fui! Já estou indo". Mesmo com toda incerteza, começou a dar certo. Passei a me sentir mais confiante, mais alegre, entuasiasmada com a minha própria vida, acordando cedo e reclamando menos. Curiosamente, tudo que eu dizia não gostar nesse caminho, foi exatamente o que me trouxe mais prazer e realização. Estranho não é? A gente passa anos acreditando e repetindo coisas para nós mesmos, sem pensar direito no que estamos fazendo e nos privando de experiências boas.
Daí um dia surgiu um desvio super convidativo no meio do meu caminho. Parecia um atalho interessante. Me desviei. E acreditem, dois dias depois eu tinha perdido o rumo. O mal humor voltou, o desânimo, a falta de própósito. Mal estar.
A minha sorte foi que entendi esse mal estar como sinal irrefutável de que o tal atalho não era caminho. Ufa! Saquei rápido. E, antes que vozes doces tentassem me convencer de que aquele atalho era muito melhor do que o caminho longo que eu havia tomado no início, tomei uma decisão. Acreditar em mim. E mais ninguém e em nada. A medida do que é certo para minha vida é a satisfação, o amor, o prazer, a alegria, o bem-estar, a certeza e a intuição que residem dentro de mim.
Tenho uma responsabilidade muito grande: Me fazer feliz. Vamos em frente...
Acordei hoje mais tranquila. Vi que tinha um comentário no blog. Não tinha e-mail para responder, resolvi dar um pulo no blog da leitora (Caderninho Ambulante, ótimo nome!)e deixar a resposta como comentário. E voilá. No primeiro post dela ela cita o Lar dulci Lar como tendo a inspirado para criar o próprio blog. Fiquei feliz. Criei o blog para mim, confesso. Mas, de repente, a gente vê que fazendo o que acredita inspira outras pessoas. Simples, mas essas coisas trazem alegria em uma manhã de domingo.

Um comentário:

  1. "Tenho uma responsabilidade muito grande: Me fazer feliz". Vou tentar não me esquecer :)

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.