8 de maio de 2009

Penteadeira de Mulher

A minha mãe tinha. Eu bem me lembro. Não tínhamos muito dinheiro, nem móveis caros e chiques, nem perfumes franceses, nem colares de pérolas. Mas na minha infância, a penteadeira sempre estava presente no quarto de meus pais, era o espaço feminino. Mesmo quando múdavamos os móveis, comprávamos mobiliário novo, ainda que a penteadeira não estivesse presente fisicamente, minha mãe logo criava um ambiente a que chamávamos de penteadeira. Pois era lá que ficavam as escovas, pentes, batons, e toda sorte de coisas femininas.
Hoje organizo tudo no meu banheiro. Tudo muito prático e ao alcance da mão, para me facilitar a vida nas manhãs que preciso sair correndo para trabalhar. Mas, confesso que sinto falta "dela", porque a tal penteadeira parece ter sido inventada para nos lembrar que a beleza feminina não combina com a pressa, nem com a praticidade. Ela nos faz lembrar que, não importa o quanto você trabalha, nem o quanto você ganha, nem quantos papéis você desempenha ao longo do dia e da vida. Você ainda é uma mulher e merece cuidados. Dez minutos na frente do espelho, uma ajeitada nos cabelos, um batom, uma corrigida na postura e voilá, você recupera o orgulho, a beleza e a elegância feminina.

Mulheres nunca deveriam abrir mão de suas penteadeiras por móveis práticos e modernos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, opinião, dúvida, sugestão ou crítica. Seja educado e será lido com toda a minha atenção. Utilize esse espaço para se comunicar, interagir e trocar experiências com a autora do blog.